domingo, 8 de julho de 2018

TPCI e a falácia dos 1000 episódios

ATUALIZADO EM 8/7/18 ÀS 23h58: Uma versão anterior deste texto afirmava que o especial "A Lenda de X, Y e Z!" não fora exibido no Brasil.

A The Pokémon Company International celebrou no último 21 de junho no Brasil o marco de Pokémon a Série chegar aos 1000 episódios, com "A Nova Aventura dos Professores", o capítulo de número 55 da Série: Sol & Lua. Se a comemoração dos 1000 episódios já tinha me surpreendido no Japão e nos EUA, ver ela sendo amplamente divulgada na mídia nacional me deixou particularmente chocado. O mais interessante dessa comemoração, porém, é que se trata de uma grande falácia!

domingo, 1 de julho de 2018

Guia de Batalhas - Ash #08

01/07/2018: Atualizado até o SM055

Guia de Batalhas
Ash

Guia de Batalhas - Ash #05

01/07/2018: Atualizado para incluir Nebulino.

Guia de Batalhas
Ash

Pokémon de Ash em treinamento:

Sir Charithoughts: Sun & Moon 051-055

Amadurecimento narrativo
Desde que o anime decidiu na Série: Rubi & Safira que suas sagas poderiam ter mais que um clímax na Liga que fosse mais voltado para o drama envolvendo o lendário e as equipes vilãs regionais, os roteiristas falhavam em um quesito essencial: o ritmo. Chegar no ápice dramático de uma série que os fãs esperaram por dois ou três anos e encerrar em um mero episódio duplo ou triplo - que ainda por cima nem eram bem escritos - era um desrespeito com os fãs e um grande desperdício: tramas eram apressadas, os vários personagens que apareciam não conseguiam tempo de qualidade em cena, os lendários eram subaproveitados e Croagunk não recebeu o acerto de contas decente com aquele Toxicroak maldito que ele merecia. Em parte, a culpa disso era do fato de que os roteiristas notadamente não trabalhavam muito bem em conjunto, portanto tramas que se arrastassem por muitos episódios não dariam certo a menos que um roteirista assumisse todo um arco sozinho - como Atsuhiro Tomioka fez muitas vezes na Série: Diamante & Pérola.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Primeiras Impressões: Pokémon: Let's Go, Pikachu & Eevee! [ATUALIZADO 2]

[ESTE TEXTO FOI ATUALIZADO COM INFORMAÇÕES DADAS DURANTE A CONVERSA COM A IMPRENSA. AS INFORMAÇÕES ESTÃO AO FINAL
ATUALIZAÇÃO 2: TEM ONLINE SIM, GENTE DESCULPA O ERRO]

Geralmente eu não tenho essas conversas com vocês tão cedo no processo de divulgação dos jogos Pokémon, mas quero mudar isso um pouco este ano, então em vez de deixar pra comentar nas Considerações Finais do próximo Sir Charithougths, decidi já adiantar meus pensamentos e primeiras impressões sobre os vindouros jogos de Pokémon aguardados todos esses meses e finalmente anunciados hoje à noite: Pokémon: Let's Go, Pikachu! & Pokémon: Let's Go, Eevee!

domingo, 27 de maio de 2018

Sir Charithoughts SPECIAL: Gold & Silver #1

Pokémon Gold & Silver #1

O frescor de uma nova aventura
Ah como é a maravilhosa a sensação de iniciar uma nova jornada jogando Pokémon! Novos monstros para pegar, personagens para conhecer, lindos cenários para explorar… e Hidenori Kusaka e Mato conseguem transmitir todas essas sensações neste primeiro ótimo volume que dá início ao arco Gold & Silver. Num começo que parece ter servido de inspiração para Pokémon X & Y, nosso menino de ouro Gold é apresentado como um garoto que convive com Pokémon, curte andar de skate, jogo de sinuca e ouvir sua musa, a DJ Mary, no rádio. Em poucas páginas, a personalidade vaidosa, estourada, egoísta e atrevida é exposta ao seu leitor de forma divertida, tornando-o alguém completamente fora da curva para um típico herói de Pokémon e totalmente divertido por isso. Não tem como não amar alguém que é quase uma versão masculina da Green, não é mesmo?

domingo, 20 de maio de 2018

Sir Charithoughts: Sun & Moon 046-050

O diário da princesa de Alola
Qualquer um que jogou Pokémon Sun & Moon reconhece que Lílian (Lillie) é a verdadeira grande protagonista da história. Você até pode jogar achando que a história é sobre seu personagem se tornando o primeiro Campeão de Alola, mas a verdade é que o desafio da ilha não passa de uma vitrine pela qual se observa o desenrolar das tramas envolvendo a garota, sua família e seu desejo de proteger Cosmog. Apesar de que nunca ter sido negligenciada, a Lílian do anime está longe de ter a mesma importância que sua contraparte dos jogos. Todavia, com o começo do arco de Nebby, os roteiristas parecem querer tornar a garota legitimamente parte central da sua narrativa e honrar seu legado dos jogos, ainda que à sua própria maneira.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

De Dentro da Poké Bola: Pikachu Origens [ATUALIZADO]

Estou hoje iniciando um novo tipo de postagem no blog focado naquele tipo de informação aleatória interessante de bastidores que surge, mas que não chega a ser popular o bastante para virar notícia e que merecem mais que um parágrafo apenas no fim dos Charithoughts!
Hoje, o Dogasu traduziu trechos de uma matéria especial para o periódico japonês Yomiuri falando sobre o processo de desenvolvimento do Pikachu. Como achei o conteúdo bem interessante, decidi traduzir e trazê-lo para vocês - olha que bondoso eu sou!

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Sir Charithoughts SPECIAL: Yellow #4

Pokémon Yellow #4

Confronto frustrante
Eu já li esses primeiros sete volumes de Pocket Monsters SPECIAL pelo menos cinco vezes cada e nunca é fácil engolir esse sétimo volume. Quando Pokémon Yellow começa, descobrimos nossa protagonista como uma Treinadora novinha, ingênua, doce e inexperiente, mas com habilidades especiais e a determinação necessária para partir em uma jornada para encontrar Red e enfrentar a Elite dos Quatro. Os volumes seguintes focam em mostrar o fortalecimento dessa personagem, sem nos deixar perder de vista quem ela é. Só que Yellow também é a antítese do que um protagonista de Pokémon representa porque, chegando ao volume final de sua saga, ela ainda não é boa em batalhas. Yellow é simples: a garota capaz de desmantelar o plano da Equipe Rocket usando sabedoria e focando em salvar as pessoas de um naufrágio em vez de partir para o confronto direto. É por isso que quando a luta final entre Yellow e Lance se desenrola, a sensação predominante é a de frustração.